Segunda, 15 de Julho de 2024
19°C 34°C
Teresina, PI
Publicidade

Advogado de Dr. Jairinho é condenado por desviar verbas de pescadores

Claudio Dalledone Júnior foi condenado a 11 anos de prisão por desviar indenizações da Petrobras a pescadores no litoral paranaense.

08/07/2024 às 13h04
Por: Lucyanna Nunes
Compartilhe:
Advogado Cláudio Dalledone Junior foi condenado a 11 anos de prisão por desvio de indenizações de pescadores.(Imagem: Reprodução/Facebook)
Advogado Cláudio Dalledone Junior foi condenado a 11 anos de prisão por desvio de indenizações de pescadores.(Imagem: Reprodução/Facebook)


O advogado criminalista Claudio Dalledone Júnior, conhecido por defender Dr. Jairinho, no caso Henry Borel, foi condenado em ação que investiga esquema de desvio de recursos destinados a indenizações para pescadores no litoral paranaense.

 

O juiz de Direito Leonardo Marcelo Mounic Lago, da 1ª vara Criminal de Paranaguá/PR, condenou o causídico a pouco mais de 11 anos de prisão e multa de R$ 14.238,00 por corrupção passiva e lavagem de dinheiro.

Foi determinado regime inicial fechado para o cumprimento da pena, mas Dalledone poderá recorrer em liberdade, uma vez que respondeu a todo o processo fora da prisão e não existem motivos para a preventiva.

Entretanto, o advogado deverá usar tornozeleira eletrônica e cumprir outras condições, como permanecer em casa das 22h às 6h.

 

Quem é o advogado?

Claudio Dalledone Júnior ganhou fama e ficou conhecido como o "Saul Goodman brasileiro" (em referência à personagem da série Breaking Bad), após atuar na defesa de acusados de crimes de grande repercussão nacional, como o ex-vereador Jairo Souza Santos, o Dr. Jairinho, e a atriz Antonia Fontenelle, processada pelo youtuber Felipe Neto por associá-lo à pedofilia.

O que diz a defesa?

A defesa afirma que Claudio Dalledone irá recorrer, pois "não tem, absolutamente, qualquer relação com os fatos investigados". Além disso, em nota, afirmou que o advogado apenas atuou como defensor de um dos réus. 

"O advogado Claudio Dalledone Júnior manifesta total surpresa com o fato de estar incluído no rol da referida decisão, já que ele não tem absolutamente qualquer relação com os fatos investigados. Dalledone apenas atuou como advogado de um dos envolvidos, profissão que exerce com retidão há mais de 30 anos. Ele está tranquilo e confiante de que o Poder Judiciário do Paraná irá reverter esta decisão e revelar a verdade sobre os fatos."

Outros envolvidos

O processo decorreu da operação Sarrafa, que prendeu oito pessoas durante investigações e resultou na denúncia de 17 pessoas por corrupção passiva, apropriação indébita e lavagem de dinheiro. 

Na operação, foi apurado esquema no qual os envolvidos desviavam recursos de indenizações pagas pela Petrobras a pescadores afetados por acidentes ambientais ocorridos em 2001. 

Além de Dalledone, outras 13 pessoas foram condenadas, com penas que variam de quatro a 22 anos de prisão. Todos poderão recorrer em liberdade.

Fonte: Migalhas

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,24%
Euro
R$ 5,93 +0,03%
Peso Argentino
R$ 0,01 +0,07%
Bitcoin
R$ 366,460,73 +10,28%
Ibovespa
129,358,27 pts 0.36%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias