Segunda, 15 de Julho de 2024
20°C 36°C
Teresina, PI
Publicidade

Trabalhador alvo de "memes" no WhatsApp será indenizado pela empresa

Caso envolvia apelidos ofensivos e piadas, resultando em abalo emocional.

24/06/2024 às 13h43
Por: Lucyanna Nunes
Compartilhe:
(Imagem: Freepik) Empresa em BH é condenada a pagar indenização após "meme" de empregado circular no trabalho.(Imagem: Freepik)
(Imagem: Freepik) Empresa em BH é condenada a pagar indenização após "meme" de empregado circular no trabalho.(Imagem: Freepik)

TRT da 3ª região manteve decisão que determinou que uma empresa de telefonia pague uma indenização de R$ 2 mil por danos morais a um trabalhador que foi alvo de "memes" feitos por colegas. A 11ª turma, com base no conjunto probatório, concluiu que a empregadora não tomou nenhuma providência para coibir o comportamento impertinente

O trabalhador, atendente de telemarketing, afirmou que sofreu assédio moral no trabalho, mencionando, entre outras situações, os apelidos "colombiano" e "peruano" dados por seu gerente, que o desagradavam.

Testemunha confirmou a versão do trabalhador. Contou que: "vez ou outra aparecia um meme com a foto do trabalhador escrito colombiano, ou com uma montagem dele com uma flauta; que o profissional era chamado pelo apelido na frente de todos, inclusive na frente dos clientes".

 

A empregadora argumentou "que ficou provado que o autor da ação não tinha sentimento negativo em relação aos apelidos colocados pelos colegas". Afirmou ainda que a prova oral demonstrou que o trabalhador tinha bom relacionamento com a gerência.

Para o desembargador relator Antônio Gomes de Vasconcelos, é incontroverso que o autor foi alvo de apelidos, chacota e piadas, envolvendo a aparência dele. "Isso atingiu a honra, abalando-o moralmente", ponderou.

Segundo o julgador, o dano moral nesse caso é presumível. "Sobretudo considerando que a empregadora não tomou nenhuma providência para coibir o comportamento impertinente dos empregados ofensores", ressaltou.

No entendimento do desembargador, o fato de possuir bom relacionamento com os gerentes não afasta a obrigação da empresa de garantir um ambiente de trabalho saudável aos empregados e, particularmente, ao ofendido, como retratado nos autos.

"Portanto, presentes todos os elementos da responsabilidade civil subjetiva, a empresa tem o dever de reparar os danos morais sofridos pelo reclamante, nos termos do artigo 5º, inciso X, da CF."

Ele concluiu que a sentença não comporta modificação e negou provimento ao recurso da empresa nesse aspecto, tendo sido acompanhado pelos demais julgadores de 2º grau.

    Processo: 0010973-84.2022.5.03.0179

Fonte: Migalhas

* O conteúdo de cada comentário é de responsabilidade de quem realizá-lo. Nos reservamos ao direito de reprovar ou eliminar comentários em desacordo com o propósito do site ou que contenham palavras ofensivas.
Publicidade
Publicidade
Economia
Dólar
R$ 5,44 +0,19%
Euro
R$ 5,93 0,00%
Peso Argentino
R$ 0,01 -0,01%
Bitcoin
R$ 365,943,55 +10,18%
Ibovespa
129,410,97 pts 0.4%
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Publicidade
Lenium - Criar site de notícias